As dinâmicas se encontram em ordem alfabética de nome!

AVALIAÇÃO
Nicéa Carvalho
Você vai precisar de:
1 saco
perguntas em pedaços de papel
brindes (no mesmo número que as perguntas)
aparelho de som
cd com uma música animada
A atividade consiste em, com as crianças em círculo, passar o saco com as perguntas dentro enquanto a música é tocada. Não vale demorar-se para passar o saco, nem jogar em cima do outro. Tem que ser passado de mão em mão.
Quando o professor parar a música, a criança que estiver com o saco na mão, retira uma pergunta, a lê e responde em voz alta. Caso esteja correta ganha o brinde. A brincadeira continua até que as perguntas acabem.

COELHINHO SAI DA TOCA
Mônica - Luterana, RJ
Para 8 ou mais crianças.
Dividir as crianças em grupos de 3: duas ficam de mãos dadas, formando a toca e a terceira fica no meio representando o coelho. As "tocas" devem estar espalhadas pelo local da brincadeira.
Devem ficar duas ou mais crianças sem toca, no centro da área.
Quando tudo está pronto, alguém diz: "Coelhinho, sai da Toca!". E todos tem que mudar de toca.
As crianças que estão no centro têm que tentar ocupar as tocas que ficam vazias enquanto as demais procuram uma nova toca.
Quem ficar sem toca, vai para o centro e a brincadeira recomeça.

COMEÇOU A CHOVE
R
Material: Espaço amplo e giz para riscar o chão
Forme um círculo com as crianças, bem aberto ou peça que as crianças se espalhem numa determinada área. Depois peça que cada uma desenhe um círculo ao redor dos pés (não colado aos pés, mas grande, em volta); estas serão as casas. Deve haver uma "casa" a menos que o total de crianças.
Escolha um voluntário que irá começar a brincadeira (ou comece você mesmo). Saia andando pelo pátio, contando uma história qualquer e as crianças devem seguí-lo fazendo gestos e movimentos de acordo com a história. Procure se afastar das "casas" enquanto anda.
Num determinado momento diga "Então, começou a chover!"
As crianças devem então procurar a "casa" mais próxima e aí ficar. (explique isso antes de começar a brincadeira). Quem ficar sem "casa" recomeça o jogo, contando uma nova história.

CORRIDA AO CHAVEIRO

Material: cadeiras e chaveiro com muitas chaves ou outro objeto que possa cair no chão e faça barulho.
Grupo de no mínimo 5 crianças.
Forme um círculo bem espaçoso com as cadeiras, com os assentos voltados para dentro, com tantas cadeiras quantos forem os participantes, menos a sua. Você deve estar no centro do círculo segurando o chaveiro.
Você começa a andar e pega uma criança; de mãos dadas, vocês continuam caminhando; a criança que está com você deve pegar uma outra criança sentada, e assim por diante, sempre dando as mãos e caminhando.
Quando quiser, deixe cair o chaveiro e todos devem correr para uma cadeira. Quem ficar de pé recomeça a brincadeira.
Para acrescentar suspense, finja deixar cair ou balance o chaveiro, fazendo barulho ou caminhe bem longe das cadeiras. Estipule "castigo" para quem se soltar ou correr antes que o chaveiro realmente caia.

DESEMBRULHE O CHOCOLATE
Material: 1 barra de chocolate, papel de embrulho, barbante, luvas (de preferencia grossas, como de lixeiro ou forradas), garfo e faca, 1 dado.
Grupo de no mínimo 5 crianças.
Embrulhe a barra de chocolate com papel e barbante (quanto mais embrulhos você sobrepor, mais tempo leva a brincadeira; se o grupo for grande, sobreponha mais embrulhos para que todos tenham chance de brincar ou divida em grupos menores, com uma barra para cada grupo).
Coloque o embrulho sobre uma mesa e posicione as crianças ao redor.
A brincadeira consiste em desembrulhar o chocolate usando as luvas e os talheres.
Cada um joga o dado e aquele que tirar 6 calça as luvas e começa o jogo, os demais vão rolando o dado; quando alguém tirar 6, deve prosseguir, pegar as luvas, calçá-las, e sempre com os talheres, continuar desembrulhando.
Pode-se parar a brincadeira ao chegar ao chocolate, e dividir a barra entre todos ou continuá-la, deixando que comam, ainda usando luvas, talheres e o dado para determinar a vez.

ELOGIO EM ORDEM ALFABÉTICA

As crianças formam um círculo. Uma de cada vez, seguindo a ordem do círculo, deverá dizer: "Amo meu amigo porque ele é... " e acrescenta um adjetivo com a letra A. A criança seguinte deverá dizer, "Amo meu amigo por que ele é..." e usar um adjetivo com a letra B. E assim sucessivamente com todas as letras do alfabeto.

GATO E RATO
Mônica - Luterana, RJ
As crianças formam uma roda. Uma delas, o Rato, fica dentro da roda. Outra, o Gato fica fora da roda.
O Gato pergunta: "Seu Ratinho está?"
As crianças da roda respondem : "Não"
O Gato pergunta: "A que horas ele chega?"
As crianças respondem um horário a escolha.
As crianças começam a rodar e o Gato vai perguntando: "Que horas são?" e as crianças respondem: "Uma hora" - "Que horas são?" - "Duas Horas" e assim até chegar ao horário que elas responderam alteriormente que o Rato chegaria. As crianças param de rodar e o Gato passa a perseguir o Rato.
A brincadeira acaba quando o Gato pega o Rato e pode-se recomeçar com outras crianças como os personagens principais da brincadeira.

LETRA IGUAL AO NOME E ELOGIO

Uma criança vai para o centro da roda, e escolhe um colega. Se coloca de frente para ele e diz: "(nome do colega) eu gosto de você por que você é..." e um adjetivo que comece com a mesma letra do nome de quem ela escolheu.
A criança que recebeu o elogio vai para o centro da roda e recomeça o jogo. Aquela que estava no centro da roda anteriormente, volta para seu lugar na roda, mas senta-se no chão, para que todos saibam quem ainda não brincou.

MÍMICA
Determine quantos pontos esta tarefa irá valer.
Cada grupo escolhe um dramatizador e um versículo, sem deixar que os grupos adversários escutem.
O dramatizador através de mímicas e gestos (ou o grupo todo, através de cenas mudas) apresenta o versículo escolhido.
Ganha ponto o grupo que adivinhar primeiro o versículo que o outro grupo apresentar.
Determine antes o tempo disponível para cada grupo apresentar seu versículo.
Os dramatizadores devem ser mudados a cada rodada para que mais crianças possam participar.
Outra sugestão é utilizar músicas e corinhos conhecidos do grupo, e colocar seus títulos num papel.
Vocês podem determinar antecipadamente se o grupo tentará dramatizar uma parte da música, só com gestos, para que os demais adivinhem, ou se tentarão cantarolar (sem cantar a letra) ou assoviar a música para que os demais adivinhem.

MINHA TIA FOI PARA A ESPANHA E TROUXE...
Material: nenhum. Pode ser feita até mesmo dentro de um ônibus em viagem...
Forme um círculo (ou determine uma ordem de participantes).
O primeiro começa "Minha tia foi a Espanha e trouxe um chapéu" (ou qualquer objeto).
O próximo deverá dizer "Minha tia foi a Espanha e trouxe um chapéu e uma meia" (ou seja, repete o que o primeiro disse e acrescenta seu próprio objeto).
E assim sucessivamente. Quem errar sai do jogo, assim o último que conseguir lembrar a ordem completa de objetos é o vencedor (ou pode-se encerrar o jogo ao perceber os primeiros sinais de desgaste da brincadeira).
Para aumentar a dificuldade:
O próximo objeto a ser citado deve começar com a letra seguinte no alfabeto, da letra inicial do objeto anterior:
"Minha tia foi a Espanha e trouxe..." um Abacate, uma Bolsa, um Cinto, etc...
Ou você pode restringir o tipo de coisa, por exemplo, só pode usar nomes de flores, ou nomes de frutas, ou objetos do país que a tia visitou.
Variante: Meu nome é...
Usar este jogo para lembrar os nomes das pessoas de um grupo.
O primeiro diz "Eu me chamo..." (e diz o seu nome) o seguinte deverá dizer "Eu me chamo..." o nome do primeiro seguido do seu próprio.
Cada pessoa pode também acrescentar um gesto ao nome, assim o seguinte deverá repetir todos os nomes com os gestos correspondentes antes de acrescentar o seu próprio.

OS BICHOS
Material: Cartões com figuras ou nomes de animais. Você vai precisar de 2 cartões de cada animal.
Distribua um cartão para cada criança, sem que as outras vejam a figura.
Peça que se espalhem bem pelo salão, e ao seu sinal, cada criança deve fazer o som (a voz) do animal no seu cartão. É importante que cada um faça somente o som do animal no seu próprio cartão.
Pelo som, cada criança deve achar o seu par e a medida que se encontram podem sentar-se ou formar uma fila.
Para contar a história da criação, você pode usar este jogo como ponto de partida para uma conversa: De onde vem tantos animais diferentes? Você sabia que foi Deus que criou cada um destes animais? etc..
Para a Arca de Noé, você pode determinar que uma sala seja a arca, e os "animais" a medida que acham o seu par são conduzidos para lá por uma pessoa fantasiada de Noé e que contará a história.

A VELA: A LUZ
(História para crianças ou celebração de um grupo)

Material necessário:
Usar 8 a 10 bonecas pequenas (eventualmente de cartolina) que possam ficar de pé; uma vela acesa; uma vela pequena; uma mesa.
Uma pessoa conta a história e usa gestos para fazê-la.

Narração:
Deus deu a terra (apontar para a mesa) com animais, árvores, flores, alimentos para comer, ar para respirar. E tudo era muito bom (colocar a vela na mesa).
Aqui na terra nós (devagar, colocar - uma por uma - as pessoas {bonecas} na mesa. deveríamos morar. Mas Deus deu uma coisa às pessoas que até deixou ele mesmo curioso: ele nos deu a possibilidade de escolher (mostrar que uma boneca pode cair) entre fazer a sua vontade ou não. E nós, muitas vezes não fazemos a vontade de Deus, provavelmente não confiamos bem nele. Pensamos talvez que conse-guimos viver melhor sozinhos Uma boneca cai da mesa para o chão, e mais uma, e mais uma...). Nós caímos e ficamos assim separados da luz de Deus. Assim diz a bíblia. Pecado é interromper (as bonecas estão no escuro, na sombra. A luz de Deus {verdade} não chega a eles) o contato com Deus. Adão e Eva tiveram que sair do jardim do Éden, da presença de Deus, quando eles desobedeceram. No escuro, nas trevas, longe de Deus, não é tão fácil ver a sua vontade.
Então, o que Deus fez?
Ele enviou (acender na vela grande uma menor e “procurar” as bonecas, enquanto continua narrando.
Colocar uma por uma as bonecas (na mesa) seu filho Jesus a nós. A bíblia chama-O de luz do mundo. “O povo que andava nas trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz.(Isaías 9.2).
Jesus procurou por todos que caíram, se afastaram dele. Por isso ele veio ao mundo. Hoje ele procura por nós. Quando nós ouvimos as histórias da Bíblia, sobre Jesus, isso é a luz de Jesus que procura por nós. Quando não fazemos aquilo que Deus quer, nós caímos (uma boneca cai), e não podemos subir sozinhos de novo. Mas, quando nós pedimos o perdão e pedimos a ajuda (a vela “procura” e ajuda a boneca a voltar) de Jesus, ele nos dá a sua luz e nos ajuda a voltar!

MEMORIZANDO VERSÍCULOS


Jogo do Eco
O Professor diz o verso; a turma toda repete.
O professor então deve dizer alguma característica, por exemplo: olhos azuis, os meninos, as meninas, cabelos castanhos - assim ao dizer o verso, somente as crianças que tem a característica mencionada devem repetir o versículo.


Com Bola
Forme um círculo com as crianças e deixe que joguem uma bola entre si; ao comando do professor, devem parar o jogo e aquela que estiver com a bola deve dizer o versículo (pode-se estipular que a criança que está de cada lado da que tem a bola deve dizer o verso também).

Esconde-esconde
Escreva cada palavra do verso em um pedaço de papel ou outro objeto. Divida a turma em 2 grupos. Um grupo esconde as palavras e o outro deve encontrá-las e arrumar o versículo. Para dificultar você pode acrescentar algumas peças com palavras que não fazem parte do versículo daquele dia.


Com fantoches

Um fantoche deve dizer o verso com alguns erros e perguntar as crianças "Acertei?". As crianças o corrigem e dizem o verso correto; o fantoche tenta novamente e erra em outro trecho; sendo novamente corrigido. Repita algumas vezes, mas pare antes que as crianças enjoem da brincadeira.


Seu mestre mandou...
Seu mestre mandou: falar o versículo enquanto pula; falar o versículo segurando a ponta do nariz; com a mão no joelho; fazendo caretas; etc..
Casas numeradas
Desenhe com giz, uma "casa" no chão para cada criança; numere de 1 a 6, mesmo que os números se repitam. Toque uma música e enquanto isso as crianças devem passear ou dançar. Ao parar cada criança deve ocupar uma casa (não pode ter mais de uma criança em cada casa). Peça a uma delas que jogue um dado (você pode fazer um bem grande com uma caixa de papelão ou pedaço de espuma firme) e as crianças que estiverem na casa com o mesmo número do sorteado devem falar o versículo.


Apague uma palavra

Escreva o versículo todo no quadro. Leia com as crianças o versículo todo. Apague uma palavra, leia novamente, apague outra palavra, e assim sucessivamente até apagar tudo.
Você pode pedir que as crianças venham ao quadro para apagar ou apagar mais de uma palavra de cada vez de acordo com a dificuldade do verso.


Variação - apagar letras
Escreva o versículo todo no quadro. Leia com as crianças o versículo todo. Peça as crianças que escolham uma letra e apague-a de todas as palavras onde ela aparece. Pode ser mais fácil para crianças pequenas, que embora ainda não estejam alfabetizadas, já reconhecem algumas letras soltas.

Comentário? Sugestão? Nova dinâmica? Nos escreva: Clique Aqui!

  1. O número DEVERÁ estar cadastrado no WhatsApp.
  2. Nome Completo(*)
    Entrada Inválida
  3. DDD + Telefone(*)
    Entrada Inválida
  4. Email(*)
    Entrada Inválida

Assine News

Inscreva-se para receber POR E-MAIL diariamente nossa palavra.
Nome
E-mail
Confirme E-mail


Artigos

Doe Agora

eBook - Livros!

   

Visitantes Online

Temos 176 visitantes e Nenhum membro online

Deus se importa

Se você precisa de uma palavra abençoadora para o seu coração, então clique AQUI.

Recursos

banner-monte-sinal